Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Por Definir

Por Definir

08.Ago.18

Das leituras que me prendem - O segundo da trilogia

Li o primeiro ("O luto de Elias Gro") e o terceiro livro ("O deslumbre de Cecilia Fluss") da trilogia d'Os lugares sem nome de João Tordo. Só depois de ler o último me apercebi que me faltava o do meio, o mais pequeno mas igualmente extasiante. Fui requisita-lo à biblioteca e li-o de uma ponta à outra num instante. Mais uma vez, o autor não desilude e as suas histórias captam o leitor da melhor forma possível. Já aqui tinha dito que era um dos meus escritores portugueses preferidos e mantenho a minha opinião. 

Sinopse

Numa manhã de Inverno, Lars sai de casa e encontra uma jovem a dormir no seu carro. Ele é um escritor sexagenário e, poucas horas mais tarde, parte em viagem com a jovem deixando para trás um casamento de uma vida inteira e um romance inédito: O luto de Elias Gro.

 

Todas as três histórias se interligam e relacionam numa harmonia desconcertante. Falam de solidão mas o autor não deixa o livro pesado nem negro. Dá-nos uma perspetiva diferente da solidão, a parte boa se quisermos. É evidente que mais do que o próprio solitário, os que o rodeiam preocupam-se mais, sofrem mais. Deixam-se de julgar as pessoas e entra-se num novo mundo de compreensão sobre os sentimentos do outro e de nós mesmos. É um livro íntimo, este. Os outros são igualmente intensos e emotivos. Não posso deixar de recomendar. 

Nota

Todas as imagens aqui publicadas são do Pinterest, excepto se existirem indicações contrárias.